Construção de Mundos 101: Devemos ser como Deuses

deuses

No ultimo artigo, nós discutimos alguns dos pontos a ser considerados quando estivermos decidindo o que incluir e excluir do cenário de campanha. Um dos elementos mais críticos de qualquer campanha – mecanicamente e descritivamente – é a natureza das divindades e o sistema de crenças no cenário.
 
Texto original: World Building 101: You Shall be as Gods
Postado em: 06 de janeiro de 2010
Autor: Brandan Landgraff
Site: D20 Source

Construção de Mundos 101: Mantendo uma Bíblia da Campanha

Escrever um resumo efetivo de campanha é uma importante habilidade para qualquer narrador começando uma nova campanha, existe mais sobre a construção de mundos do que uma introdução inicial para seus jogadores do mundo que você está criando. Um resumo da campanha é uma ferramenta projetada como ponto de partida, mas quando você se senta e começa a descrever a primeira cena da sua aventura, você está fornecendo aos jogadores mais informações sobre o cenário do que está no escopo do resumo da campanha. É hora de transformar o resumo da campanha em uma bíblia de campanha.

Conheça o Fantasy RPG – Projeto TecnoFantasy RPG!

Olá amigos, venho até vocês para falar as novidades de um projeto a muito iniciado, trata-se do FantasyRPG, como algum devem saber, há alguns meses iniciamos nossas atividades, e hoje o nosso fórum conta com quase 100 membros. O projeto trata-se da criação de um sistema genérico voltado para RPGs de TecnoFantasia (exemplos seriam: Final Fantasy, He-man, Phantasy Star, Xenosaga, entre outros), que devido a sua natureza pode até ser utilizado em outros jogos.

Brincando de General: Os Wargames – Parte III – Campos de Batalha Virtuais

wargames

Nesta parte final de minha série de artigos, abordarei os wargames para computador, tipo de jogo hoje que está substituíndo os equivalentes em papel e permite que oponentes possam se encontrar via Internet.

Temos que lembrar que quando falamos de wargames de computador,temos que englobar mais alguns estilos que ficaram famosos como jogos representantes como : Command and Conquer, XCOM, Panzer General, entre outros. O importante é que hoje com todo o aparato tecnológico que temos, os jogos partiram  para um novo patamar.

 

Nos Anos 80

Brincando de General : Os Wargames – Parte II – Sistemas

Neste segundo artigo vamos dar uma pincelada sobre categorias  de wargame, desde os clássicos hex and counters até os de miniatura . A idéia é passar por cada um deles e assim mostar qual os jogadores poderiam se identificar mais. Acho que isto serve para situar as coisas e deixar com que as pessoas possam escolher por onde começar. Ainda vou falar das influências dos wargames, sobretudo nos RPGs, que são “um filho” deste estilo de jogo.

A Família de Jogos

Benefícios de Aventurar-se em Cidades

cidade medieval

A maioria das aventuras de D&D acontecem em locais ermos ou indômitos do mundo. Afinal, é lá que os monstros vivem. Se o seu objetivo é destruir monstros poderosos e pilhar seus tesouros, então você pode esperar viajar para lugares distantes. Afinal de contas, quantos dragões anciões você ouviu que vivem confortavelmente numa casa de dois andares no distrito mercante de sua cidade?
 
Texto original: Benefits to Adventuring in the City
Postado em: 07 de janeiro de 2010
Autor: Ameron
Site: Dungeon’s Master
 

Aventuras Urbanas: Gangues & Guildas

Gangues e Guildas

Guildas, ordens, becos abandonados, locais misteriosos, mansões sombrias, taverneiros malucos, psicopatas, políticos corruptos e o velho clichê de cemitérios amaldiçoados, tudo isso, e um pouco mais, colabora em transformar aquela pacata “cidadezinha” em um verdadeiro desafio para os personagens jogadores. Aliás, uma aventura urbana permite inserir muitas tramas politicas e conspiraçoes em sua campanha.

Páginas